Skip to main content

Jogo Responsável

Apostar suas fichas em um cassino online é, acima de tudo, uma atividade de entretenimento. Por isso, o jogo deve ser divertido e empolgante, mas nunca viciante. Jamais a prática deve influenciar de modo negativo o dia a dia do jogador, causando-lhe transtornos. Quando alguém perde o controle, o passatempo se torna uma compulsão e vira um problema. É aí que entra o jogo responsável.

Um bom apostador de cassino online é aquele que sabe jogar de modo responsável, conhecendo seus limites de tempo e dinheiro. Ele sabe quando deve parar de jogar para não comprometer seu orçamento e atividades.

Aqui no Cassinos.info, buscamos este tipo de público. Pessoas que gostam de jogar nas horas vagas, sempre com cautela e compromisso.

Os jogos de plataformas da internet devem permitir que os usuários tomem decisões de modo seguro, tendo acesso a informações importantes. Eles não devem colocar em risco a saúde e integridade física e mental dos membros, assim como suas finanças pessoais.

Os melhores cassinos online são nossos aliados neste objetivo porque eles prezam pelo jogo responsável. Veja a seguir o decálogo, com 10 pontos de referência que devem ser seguidos por um jogador responsável.

  1. Jogue por diversão para que dinheiro nunca se torne uma obsessão
  2. O jogo online não é sua única atividade de lazer e deve ser combinado com outros passatempos
  3. Jogar em companhia de amigos é sempre mais seguro e empolgante. Nunca jogue sozinho.
  4. Perdeu? Saiba que a derrota faz parte do jogo. Não fique obcecado em recuperar o investimento perdido realizando novas apostas
  5. Seu orçamento deve ser o mesmo que usaria em atividades comuns de lazer, como cinema, teatro e passeios. Não é preciso extrapolar, afinal, todo mundo precisa de recursos básicos para manter a rotina diária, com contas como aluguel, luz, alimentação e transporte.
  6. Evite recorrer ao cartão de crédito, fazendo depósitos por impulso. Esta seria uma péssima decisão, já que o dinheiro do cartão não é real, se trata de um empréstimo.
  7. Estipule uma quantia limite para ser usada semanalmente e mensalmente. Respeite o orçamento.
  8. Jamais peça dinheiro emprestado para jogar.
  9. Seu tempo vale ouro. Estabeleça limites de tempo para a prática de jogos online, incluindo pausas e descansos entre as partidas.
  10. Está passando por uma fase difícil na vida pessoal? Não jogue! A solução de seus problemas não está nos cassinos online.

Esteja sempre atento aos “mandamentos” do decálogo. Ao cumprir os princípios, você consegue desfrutar das vantagens do entretenimento na internet, de forma segura e responsável.

Os cassinos online e o jogo responsável

Estas são algumas medidas que os sites de apostas tomam para que seja cumprido o compromisso com o jogo seguro.

Controle de depósitos: as plataformas controlam a quantidade de depósitos realizados em determinados períodos de tempo, para que não haja excessos por parte dos usuários

Temporizadores: eles limitam o tempo em que os clientes ficam conectados no cassino online e nos jogos

Auto-exclusão: é um certificado que permite aos cassinos bloquear temporariamente a conta de qualquer membro, caso sejam detectadas desfavoráveis ao jogo responsável.

Questionários: boa parte das plataformas possuem testes que avaliam os jogadores, classificando-os conforme o perfil de usuário. Quando um membro é detectado como um perfil de risco, ele é notificado.

A situação dos jogos online no Brasil

Ao contrário do que muitos pensam, não é proibido apostar em sites da internet, desde que o serviço seja oferecido por empresas estrangeiras. Afinal, a lei brasileira restringe à prática de jogos em espaços físicos, como bingos e casas de apostas. Então, os brasileiros podem usufruir das plataformas internacionais, já que não é permitida a criação de sites de jogos com sede no Brasil.

A mudança na lei traria diversos benefícios ao país e aos apostadores. Primeiramente, haveria empresas nacionais focadas no mercado de jogos. Atualmente, todos os sites que oferecem o serviço para os brasileiros possuem sede em outros países. Portanto, todo o dinheiro arrecadado não fica no Brasil. A estimativa é que 2 bilhões em impostos seriam arrecadados com a liberação de apostas online, movimentando a economia.

A lei que veta a criação de empresas de apostas é bem antiga, de 1946. Com isso, ela permanece bem desatualizada e já não atende às necessidades do país. Na Argentina, Uruguai e vários vizinhos do Brasil, os jogos ocorrem normalmente e até mesmo servem para atrair turistas.

Pauta no Senado

Quem é a favor da liberação deve torcer para que o Projeto de Lei 186/2014 seja aprovado em breve. Ele tem como objetivo a legalização do Jogo do Bicho, bingo e jogos de cassino. O tema é polêmico porque muitos políticos não buscam informações sobre os benefícios das apostas para a economia do Brasil.

A ideia do Projeto de Lei é acabar com a clandestinidade e com o crime organizado, que se aproveita da proibição para operar de forma ilegal. Quem aposta no Jogo do Bicho, por exemplo, não tem nenhuma garantia de receber o pagamento. Da mesma forma, os organizadores da prática não pagam impostos nem realizam auditorias para promoverem um jogo justo.

Como funciona a prática em outros países

A regulamentação serve para proteger os interesses da nação em instalações que promovam jogos. Ela abrange normas de segurança e procedimentos que impeçam o abuso por parte das empresas. Basicamente, a intenção da regulamentação é:

  • Manter a integridade das apostas no país;
  • Proteger os jogadores e trabalhadores nas instalações que oferecem o serviço;
  • Aprovar o credenciamento de empresas que atuem conforme a lei local;
  • Extinguir instituições que controlem os resultados das apostas;
  • Auditar informações para prevenir a sonegação de impostos.

Nos Estados Unidos, o jogo é restrito, de modo que os operadores de cassino precisam dar ao Estado acesso a todo seu sistema, como contas, cofres e computadores. Isso serve para manter organizações criminosas fora da operação de apostas.

Em Portugal, os jogadores que estiverem sem condições de frequentar casas de apostas, em razão de compulsão e outros transtornos, podem requerer a auto-exclusão. Assim, eles ficam impedidos de entrarem em cassinos e salas de jogos, como medida preventiva.

No Uruguai, o empreendimento Conrad Punta del Este Resort & Casino conta com 50% do faturamento proveniente de turistas brasileiros. Os apostadores do Brasil também viajam para a Argentina, Peru e outros países da América do Sul em busca de entretenimento na área de jogos. Isso prova todo o potencial que o país tem para gerar emprego e manter no território nacional todo dinheiro que vai para o exterior, seja para cassinos físicos ou online.